Musculação Para Criança

Blog

0007964256W-849x565

Esse é um assunto que deixa muita gente confusa: Afinal, pode ou não pode uma criança praticar musculação?

Tantos de nós, frequentadores de academias, somos exemplos a nossos filhos que por tantas vezes podem querer praticar musculação também. Até pouco tempo atrás acreditava-se que a musculação, ou melhor, o treinamento de força ou sobrecarga, pudesse atrapalhar o crescimento de crianças e adolescentes, e é bem comum, ainda hoje, que as pessoas só procurem esse tipo de exercícios após 16, 18 ou 20 anos, quando a pessoa já parou de crescer ou diminuiu o ritmo do crescimento.

Pesquisas recentes, entretanto, comprovaram que o treinamento de força não atrapalha o crescimento da criança, e pode inclusive, assim como em nós adultos, trabalhar a favor da manutenção do peso corporal dentro dos limites de normalidade, diminuição do percentual de gordura, melhorar atenção e coordenação, manter os níveis de colesterol, triglicéres e glicose dentro do desejável, melhorar a densidade óssea, prevenir lesões, dentre outros benefícios.

Existem algumas questões que devem ser consideradas:

A criança está fisica e psicologicamente pronta para um programa de treinamento de força?

Qual tipo de programa deve seguir?

A criança entende os procedimentos de segurança do equipamento utilizado e as técnicas corretas de execução de cada exercício do programa?

O equipamento se ajusta adequadamente ao tamanho da criança?

É mais que importante que a criança seja acompanhada por um profissional de educação física durante todo o seu tempo dentro da academia, afinal, sozinha a criança não tem maturidade para compreender todas essas questões.

Além disso, caso a criança seja submetida a um programa de treinamento com pesos, é importante que também sejam incorporadas outras atividades como exercícios aeróbicos (corrida, caminhada, bicicleta, natação, etc), exercícios de flexibilidade e também atividades coletivas, para que a criança possa desenvolver as diversas capacidades físicas.

Pesquisas indicam que crianças de cerca de 5 ou 6 anos já podem ser inseridas em um programa regular de treinamento, com exercícios simples, pouco peso e usando preferencialmente o peso do próprio corpo, aprendendo o conceito do treinamento de força, a importância da regularidade às sessões de treinamento.

A musculação ou o treinamento de força, pode sim trazer ganhos na força e hipertrofia muscular da criança, melhorar o desenvolvimento ósseo e prevenir lesões, mas deve ser aplicado de maneira gradativa e preferencialmente lúdica, para que o pequeno praticante possa incorporar essa atividade tão importante em sua vida diária, mesmo quando chegar a fase adulta.

Afinal, podemos observar nossos pequenos, desde a mais tenra idade, executando movimentos que muitos adultos já não conseguem mais, pela falta de hábito e de uma vida sedentária. Um agachamento perfeito, com o bumbum no chão é ou não coisa de criança? E é um exercício forte e poderoso para qualquer adulto praticante de musculação. As diversas escaladas por toda a casa, sustentando o peso do pequeno corpo, tracionando os músculos e fazendo muita força para seu deslocamento acima também devem ser vistos como um belo treinamento de força. Os brinquedos trepa-trepa, o cabo de guerra também são outros exemplos de como a força está presente na vida das crianças desde sempre.

A responsabilidade do profissional que irá acompanhar essa criança é grande pois com os pequenos não pode desgrudar o olho um só minuto, mas a musculação para crianças tem sido bem aceita e ganhado cada vez mais adeptos ao redor do mundo todo.

(Fleck,S.J. and Kraemer W.L. 2008. Fundamentos do Treinamento de Força Muscular. 10:293-307)

Um grande abraço Estela, mãe do Arthur

Encontre-me também no Instagram @estelampe

Ou no meu blog: http://www.namorarsempre.com/

Receba nossas novidades no seu E-mail

Digite o seu e-mail e receba nossos artigos, promoções de parceiros e eventos no seu e-mail. Gratuitamente!

Webmaster