O que sua criança faz que te Irrita?

Blog

Sentir irritação, desejar não querer lidar com uma situação no momento que ela acontece é normal. Muito normal.
Mas não pode “deixar passar”. 
Respire fundo, lave os pulsos, jogue uma água no rosto, respire fundo novamente, e pratique a santa paciência.

 

O que sua criança faz que te irrita?

Não sei se é só comigo, mas Alice, minha filha de 3 anos e 4 meses, consegue levar minha paciência ao limite em algumas situações. Criar filho é uma tarefa eterna de descobrir peculiaridades, sensibilidades, como conhecer qualquer outro ser humano. E por aqui, à medida que os dias passam, aprendo mesmo com os nervos à flor da pele o que a irrita e o que me irrita. Haja paciência, a boa e tão falada santa paciência!

Nesses 3 anos de maternidade, o que mais me tira do sério, em disparada, é o choro de pirraça. Ô coisinha irritante! Sim, eu sei que a imaturidade em identificar uma situação que a confronte é natural, afinal, apenas 3 anos, mas esse choro me irrita.

Outra situação boba, mas que me deixa bem irritada é: quando estou falando com alguém e Alice, querendo atenção total e absoluta, entra na frente do rosto, fala alto… sim, eu sei que ela quer atenção total e absoluta, mas isso IRRITA demais!

Bobagem pra você? Fácil de lidar? Que bom! Pra mim essas duas situações “pegam pacapá”.

maeirritada03

 

Fiz a pergunta para minhas amigas do projeto #11Blogs11Segredos, e vejam só o que as irritam:

Isabela do 50 Tons de Mãe
– Muito mais do que as atitudes dele, que é apenas uma criança e mede muito pouco as consequências de um ato, me irrita o quanto EU me irrito com tão pouco! O Arthur é um excelente filho e não tenho do que reclamar, estaria sendo injusta. Ele tem suas manhas mas todas controláveis, por enquanto!

Sou Isabela Falleiros e escrevo para o 50 Tons de Mãe, onde compartilho minhas experiências e descobertas como mãe, além de coisas que toda mulher gosta.

Thieli do Blog Club de Duas
(e mãe de três lindos meninos)
O que meus filhos fazem que me tiram no sério é não obedecerem quando peço para se comportarem em lugares públicos (que muitas vezes são silenciosos) ou quando começam a brincar e gritar escandalosamente. Eu digo que muitas vezes eles não têm culpa, pois puxaram a mãe, eu converso pelos cotovelos e sou inquieta, mas as vezes eles estão num nível de energia tão alto que é impossível conseguir controlar. Muitas vezes eu preciso falar mais alto que eles para conseguirem me ouvir, e só de aumentar o tom de voz já me deixa fora do sério. E aí preciso me controlar pra não sair da linha também e perder a oportunidade de dar um bom exemplo.

Sou Thieli, empresária e mãe de três meninos, escrevo o blog Clube de Duas há 6 anos, um blog divertido, dedicado a lifestyle, moda e maternidade. Conheça o blog www.clubededuas.com

 

Mari do Blog Clube da Fraldinha
Os ataques de manha depois da escola são terríveis, ele não quer nada. Não quer lavar as mãos de sujeira da escola, não quer tomar banho, não quer trocar a roupa, não quer dormir, e ao mesmo tempo está morto de sono. Mas o que me tira do sério e eu entro em transe é quando ele me bate. Meu sangue sobe e eu tenho que me controlar muito para não revidar o tapa e mostrar que bater é errado.

O Clube da Fraldinha trata dos mais diferentes e variados temas ligados à gestação e à maternidade. Falamos de decoração, festas, cuidados, dia-dia, produtos, comportamento, educação, higiene, lazer e muito mais. Entrevistas com mães famosas, programação infantil, dicas de viagens e colunas profissionais são nossos destaques. Conheça o Blog. www.clubedafraldinha.com


Mari Belém do Blog Mamãe de Primeira Viagem

Birras em locais públicos nunca são as coisas mais agradáveis de se passar, né? Você não tem que lidar apenas com como você vai educar seu filho naquele momento, como tem todos aqueles olhares julgadores à sua volta fazendo com que você se sinta exposta. Mas a birra em casa também é bem estressante e chega a irritar, especialmente se for por uma razão besta ou minúscula. Mas, né? RESPIRA.
Laura anda me testando e desafiando mais desde que engravidei da minha segunda filha. Consciente ou não (acredito que não seja), ela anda me desafiando bem mais.
As vezes que eu perdi a paciência sempre vieram seguida da boa e velha culpa materna. “Será que fui muito dura? Ela é apenas uma criança…” E nesse diálogo interno eu procurei me acalmar me dizendo que eu também era e sou nova nisso e que vou errar sim. Hoje, quando uma situação dessas me irrita, procuro pensar que eu não sei o que é ganhar uma irmã da barriga da minha mãe (meu pai teve mais 3 filhos, mas cada um de uma mãe, ou seja, o meu “reino” não foi dividido com ninguém) e que preciso respirar e tentar entender que nem ela sabe porque está fazendo aquilo.
Aliás, RESPIRAR é a palavra para toda e cada vez que a paciência se esvai. Sim, a culpa por ficar irritada vem depois, mas acredito que as broncas acontecem para o crescimento dela. Como ainda tenho 4 meses de gestação pela frente e o impacto da nova irmãzinha em casa, sei que tenho muito chão e aprendizado – e culpa – por vir hahaha

Mariana Belém é editora e responsável pelo blog Mamãe de Primeira Viagem (www.mamaedeprimeiraviagem.com) que começou há 4 anos dentro do portal da Veja SP, já grávida da sua primeira filha Laura. Criado para dividir suas angústias e dores ao perder um bebê antes de ter sua primeira filha, o blog segui de forma independente e acabou por tomar o rumo de dividir suas novas experiências como mãe e mulher com objetivo de “abraçar” outras famílias em momentos delicados, especiais, inseguros, emocionantes e difíceis da vida pós maternidade.

maeirritada04

Flávia do Mães Brasileiras
Educar um filho e uma tarefa um tanto difícil e complicado, dois ao mesmo tempo, “ai meus sais” como diz a Flavia, às vezes tudo acontece ao contrário daquilo que ensinamos e a criança parece ter o dom de fazer isso (risos).
Vivenciar uma birra é difícil e muitas vezes constrangedor, mas teimosia é algo que me irrita, quando você repete as mesmas palavras ou adverte várias vezes e eles não se importam, para mim é como se rolasse um desafio, nesse momento ou famoso teste de paciência. Nesse momento eu respiro fundo e, teve um dia que estava de TPM, sai de cena e pedir para o meu esposo interferir. Foi a melhor opção para mim no momento. (Cleo s Oliveira)

Portal Mães Brasileiras – Feito por mães reais, para mães reais. Duas mães em diferentes situações e experiências vividas, mas com único sentimento, o amor incondicional pelos filhos. Conheça o blog (http://maesbrasileiras.com.br/)

Bela do Blog Criançaria
Sabe quando você tem que repetir 789.700 vezes a mesma coisa e o cenário continua o mesmo. Sim, este é um dos meus maiores desafios para me manter calma. A desobediência misturada com a audição seletiva é capaz de me deixar com os nervos à flor da pele. Um dia percebi que só eu repetia tantas vezes, meu marido não! E fui descobrir que era a forma como eu falava. O segredo não está nos gritos ou na repetição, mas em ser incisiva e firme ou não. Quando ele me ensinou (meu marido brilhou muito nesse momento) que o problema estava no tom de voz e na forma de falar, tudo mudou para melhor e esses momentos se tornaram raros, ou seja, meus nervos tem ficado bem mais calminhos!

Bela Aires é advogada e mãe de duas princesas de 7 e 4 anos. Desde que se tornou mãe passou a ter um interesse ainda maior por todo o universo materno e/ou infantil. Assim, surgiu o Criançaria, um site onde ela divide suas experiências e muitas informações. Conheça o blog. www.criancaria.com.br

Rosana Jatobá

Letícia Dantas do Blog Letícia Dream Baby
Todas nós temos algo que nos tira do sério. Eu ficava doida da vida quando, na fase da introdução alimentar, fazia uma papinha e o Ben não a aceitava. Era um drama pra mim, que mal sabia cozinhar, perder um tempão preparando os alimentos com todo amor do mundo e ver aquilo sendo rejeitado. Eu me sentia rejeitada.
Hoje já passamos desta fase, mas ainda lembro que foi um dos períodos mais difíceis da maternidade. Hoje em dia as coisas que me irritam são mais fáceis de serem controladas, mas não suporto birras. Ignoro e logo ele para, funciona muito bem. Peça ajuda para o marido quando seu filho descobrir o que mais te irrita, pois eles são espertos demais e vão usar isso para conseguir algo de você.

inapetencia-1

Leticia Dantas é mãe do Ben, blogger e social media mom. Ela é também a criadora do canal Mães na Disney, onde compartilha dicas de viagem. Em seu blog ela traz informações e inspirações relevantes sobre o mundo materno, afinal a vida é melhor com filhos. Conheça o Blog: www.leticiadreambaby.com

Karen do Blog Mamãe de Casa
Muitas coisas me irritam, mas tento aflorar meu lado zen e não dar tanto valor ao que me irrita. Me enrolar para dormir, enquanto mama, levanto o triplo do tempo normal; virar o prato de comida em forma de protesto para não comer; fazer birra no playground, em meio a dezenas de mães que te olham como se você estivesse com um animal raivoso; ficar me escalando para tentar mamar quando já disse que não é hora; acessos de choro sem motivo.

O blog Mamãe de Casa foi criado pra dividir o dia a dia de uma mãe em tempo integral, cheia de expectativas, dúvidas, sonhos e medos, mas com muita disposição para aprender e bastante humor para escrever.. Criação com apego é a minha filosofia! Conheça o Blog www.mamaedecasa.com.br

Gabi e Thaís do Blog Mãe Fora da Caixa
Difícil não se irritar com algumas atitudes das crianças. Falar com deboche, não obedecer, agir com agressividade e ficar testando limites são coisas que me incomodam demais. Tenho um filho de 8 e um filho de 5, e percebo que quanto mais velhos ficam mais testam a gente. Temos que ser firmes no que achamos certo e cortar certas atitudes das criança. Quando a gente não gosta das atitudes dos filhos não dá para relevar, temos que agir na hora. As atitudes erradas tem que ter consequências para haver aprendizado e amadurecimento!

O BLOG: Sou Thaís, e junto com a Gabi escrevo o Blog Mãe Fora da Caixa. Nosso blog fala para mulheres que pensam além da maternidade. Escrevemos para vocês, mães, que empenham-se com amor para criar e educar os filhos, mas que também valorizam e conseguem apreciar tantas outras coisas na vida. Conheça o Blog. http://www.maeforadacaixa.com.br

 

E você, o que te irrita? O que sua criança faz que te tira do sério? Conte pra nós!

Receba nossas novidades no seu E-mail

Digite o seu e-mail e receba nossos artigos, promoções de parceiros e eventos no seu e-mail. Gratuitamente!

Idealizadora e Editora de Conteúdo Email: karina@paracrianca.com.br