Banalização do NÃO!

Banalização do NÃO!

Quantos “NÃOS” você fala por dia para seu filho?

Não suba aí!
Não mexa aí!
Não pegue isso!
Não faça!
E por aí continuam….

Sim! O “NÃO” deve ser falado, mas é importante que ele seja dito e MANTIDO.
Quando falamos “não” para tudo e a toda hora, já perceberam que ninguém ouve, nem obedece?!

Falamos muitos “nãos” sem pensarmos, falamos por falar, sem necessidade…

A sugestão desse post é para que pensemos antes de falar… perguntemos antes: há necessidade de falar este “não”?

Por exemplo: ao invés de dizer : “não suba aí, você vai se machucar!” O que acha de auxiliarmos a subir?

Podemos segurar a cadeira, para que a mesma não tombe, podemos ficar perto da criança, para caso se desequilibre, podermos apoiá-la…. e que tal dizermos: “Isso filho: suba! Estou aqui para te auxiliar (se precisar) e você É CAPAZ de subir sem se machucar! Eu confio em você!

Para pensar:

Se você tivesse ouvido menos “nãos” e mais “VOCÊ É CAPAZ, CONFIO EM VOCÊ” na sua infância, como você se sentiria?

Vamos pensar antes de falar “não”!?

Beijinhos sem cáries
Thelma e Guilhermina
@dentistadecrianca

2 comentários

Participe!